4 séries com professores inspiradores ao redor do mundo para maratonar neste feriado

4 séries com professores inspiradores ao redor do mundo para maratonar neste feriado

Separamos dicas especiais para manter a inspiração e o entretenimento em alta.




Com ou sem quarentena, finais de semana prolongados sempre são boas oportunidades para mergulhar no universo das ficções. Mas se elas trouxerem um pouco de inspiração para a vida real, fica ainda melhor, certo?


Pelo menos foi nisso que pensamos ao reunir quatro indicações especiais com enredos atrativos, atuações incríveis, professores icônicos (fazendo jus aos desafios dessa profissão tão essencial) e, como bônus, espalhadas pelo mundo - temos opções para diferentes contextos.


Bora conferir nossas dicas?



#1- Merlí


Com o mesmo nome de seu protagonista (interpretado pelo ator Francesc Orella), esta é uma série catalã que estreou em 2015. A trama acompanha a história de um professor de filosofia provocativo, peculiar e nada ortodoxo. Merlí leciona para um grupo de alunos do ensino médio, com os quais estabelece um nível de conexão extraordinário e a quem estimula, episódio a episódio, a refletir e a aprender a pensar de forma crítica e embasada. Assim, a série mescla humor, drama e muitas críticas políticas e sociais, tornando-se leve e relevante ao mesmo tempo.


Uma curiosidade: cada capítulo é intitulado como um filósofo - e os nomes vão muito além dos mais conhecidos.



  • Classificação indicativa: 12 anos

  • Onde ver: Netflix

  • Nº de temporadas: 3

  • Duração média de cada episódio: 50 min

  • Situação: finalizada



#2- Rita


De origem dinamarquesa, esta talvez carregue uma dose maior de polêmica. Isso porque sua protagonista, Rita (Mille Dinesen) é ainda mais autêntica que Merlí. Independente, irreverente e sem papas na língua, ela dá aulas para crianças, causando um choque inicial nos pequenos, acostumados a conviver com adultos mais contidos. Mas se engana quem pensa que isso a torna uma professora menos admirável - muito pelo contrário. Rita conquista o coração de estudantes e telespectadores na mesma medida, comprometendo-se com o processo de educação de maneira incrível. A série também consegue retratar os desafios de sua vida pessoal de forma muito fiel ao que vivem mulheres ao redor de todo o mundo. Por trás de um humor irônico e inteligente, são abordados temas como preconceito étnico, bullying, drogas, assédio e aborto.



  • Classificação indicativa: 16 anos

  • Onde ver: Netflix

  • Nº de temporadas: 4

  • Duração média de cada episódio: 40 min

  • Situação: renovada para a 5ª (e última) temporada



#3- Segunda Chamada


Nesta, a inspiração e a admiração se juntam a sentimentos não tão positivos, quando somos confrontados com um retrato bastante fiel da educação pública para jovens e adultos no nosso país. A série inicia sob o olhar da professora Lúcia (Débora Bloch), cuja história mescla os desafios do contexto profissional a uma tragédia pessoal que acontece muito perto da escola e marca o restante de sua trajetória. A ela, se juntam outros docentes e alunos que vão enriquecendo a trama e trazendo novas narrativas a cada episódio. Em meio a um cenário de falta de infraestrutura, falta de apoio e quase nenhum reconhecimento, no entanto, somos apresentados a um nível de resiliência e de esperança que ajudam a encarar os dramas sob uma nova perspectiva. Segunda Chamada, como entrega o nome, é sobre segundas chances, sobre professores incansáveis e alunos que, muitas vezes, têm na escola seu primeiro momento de visibilidade social.



  • Classificação indicativa: 16 anos

  • Onde ver: Globo Play

  • Nº de temporadas: 1

  • Duração média de cada episódio: 40 min

  • Situação: renovada para a 2ª temporada



#4- AnnE with an E


Para fechar com leveza, a única desta lista que não é protagonizada por uma professora, mas sim por uma aspirante a essa bela profissão! Baseada na série de livro Anne de Green Gables, de 1908, a produção televisiva retrata tempos um pouco mais modernos, mas também está ambientada em um Canadá de época. Na trama, AnnE (Amybeth McNulty), com E - como ela faz questão de enfatizar - é uma órfã, adotada quase por engano por uma improvável família. Aos poucos, além de conquistar o carinho e amor de todos, ela acaba revolucionando a pacata cidade de Green Gables. A cada episódio, acompanhamos as aventuras e a imaginação sem limites de Anne, sem deixar de ver abordagens sensíveis e muito bem colocadas de temas como machismo, preconceito étnico, homofobia e liberdade de expressão. A jovem protagonista é uma das representações de feminismo mais autênticas e positivas do universo das séries.



  • Classificação indicativa: 12 anos

  • Onde ver: Netflix

  • Nº de temporadas: 3

  • Duração média de cada episódio: 45 min

  • Situação: finalizada



E você, tem mais alguma indicação para compartilhar com a gente?


#feriado #páscoa #dicasdeséries #oquefazernoferiado #inspiração #professoresinspiradores



73 visualizações

© 2020 by Microduino Brasil

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Ícone cinza LinkedIn