Escolas municipais de Curitiba terão kits de programação da Microduino

Atualizado: Mar 23

A empresa oficializou uma parceria com a Prefeitura da cidade e deve equipar todas as 185 instituições públicas da rede municipal até o fim do ano.




Nesta semana, a Microduino e a Prefeitura Municipal de Curitiba oficializaram uma parceria para levar mais tecnologia às salas de aula: a partir de abril, mais de 100 escolas contarão com um novo kit de programação e robótica, composto por um conjunto completo de módulos, sensores e mecanismos. Com um dos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) mais expressivos entre as capitais brasileiras*, a cidade é considerada referência no ensino público municipal, onde já trabalha com robótica desde 2004.


Estela Endlich, Coordenadora de Tecnologias Digitais e Inovação da Secretaria Municipal de Educação, explicou que esse investimento está alinhado a um importante objetivo: levar para as salas de aula a ideia de pensar com as mãos, estimulando um aprendizado prático, essencial ao desenvolvimento de habilidades e de raciocínio que serão úteis não só em âmbito educacional, mas para toda a vida.


“Um dos fatores decisórios na escolha dos novos kits foi justamente a possibilidade de construção que eles permitem. Além da tecnologia de ponta e da compatibilidade com o que a rede municipal já utiliza, a Microduino se destacou por permitir que o professor leve um ensino diferenciado para a sala de aula e que realmente se adapte à realidade e às necessidades dos alunos em diferentes contextos”, contou.


No final de 2018, uma equipe específica de professores e pedagogos envolvidos no projeto de robótica da rede municipal de Curitiba recebeu um treinamento prévio quanto às possibilidades de uso dos novos kits

A Secretária Municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila, acrescenta que o ensino de programação e robótica também é muito importante para o estímulo à investigação científica e ao trabalho colaborativo. Para os alunos, os kits também tornam o processo de aprendizado mais dinâmico e divertido, como comentaram Maria Eduarda Bueno e Davi Rodrigues da Silva durante uma aula experimental. Ele ainda pretende replicar os novos conhecimentos em casa.



A distribuição dos kits entre os diretores das primeiras escolas que passarão a utilizá-los aconteceu nesta quarta (27) em um evento na Prefeitura da cidade, reunindo chefes dos núcleos regionais, diretores e coordenadores da Secretaria Municipal da Educação, além do prefeito, Rafael Greca, e do Diretor de Operações da Microduino, Gustavo Chien.


Durante o evento desta quarta (27), os professores apresentaram alguns projetos desenvolvidos com o novo kit, demonstrando a integração com diferentes disciplinas, a facilidade de uso e a compatibilidade com inúmeros materiais. O prefeito Rafael Greca também testou as novidades. | Foto: Prefeitura de Curitiba

Nesta fase, foram contempladas as instituições que se inscreveram por meio de um edital, superando as 94 previstas inicialmente. De acordo com Greca, o objetivo é que até o final do ano todas as 185 escolas municipais de Curitiba estejam trabalhando com os kits.


O prefeito afirmou ainda que “compartilhar o conhecimento que vai levar à inovação com todos os ‘curitibinhas’ das escolas públicas” também faz parte do processo de inovar. Para ele, os professores enfrentam diariamente o desafio de criar e de inspirar as crianças em sala de aula, para que elas possam seguir o mesmo exemplo e se desenvolver cada vez mais.


Presente em mais de 600 escolas públicas e privadas do Brasil, a Microduino comemora a iniciativa da capital paranaense, especialmente pela sinergia com o propósito da empresa. Segundo Chien, muito mais do que ensinar conceitos de programação e robótica, é necessário estimular a criatividade, o desenvolvimento de competências e de raciocínios capazes de ajudar a formar verdadeiros solucionadores de problemas.



* O relatório mais recente foi divulgado pelo Ministério da Educação em setembro de 2018. Os dados, referentes ao ano letivo de 2017, indicam que o IDEB das escolas municipais de Curitiba para os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º) passou de 6,3 para 6,4, superando em 3,2% a meta estabelecida pelo MEC para a capital.


#Programação #Robótica #EscolaPública #Educação #EnsinoFundamental

98 visualizações

© 2020 by Microduino Brasil

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Ícone cinza LinkedIn